EUA usam aviões militares para ampliar relações com Taiwan

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O envio de aeronaves militares aos Estados Unidos para Taiwan nas últimas semanas é uma nova tática para reforçar suas relações diplomáticas, econômicas e militares com a ilha, que é considerada pela China como parte do seu território.

O uso de aeronaves militares para realizar ações diplomáticas sinaliza a posição do governo do presidente Joe Biden, que tenta mostrar ao Partido Comunista Chinês (PCCh) que planeja a manter a estratégia de pressão adotada pelo ex-mandatário Donald Trump.

Ontem, terça-feira, dia 20 de julho, um terceiro avião pousou na capital Taipei.

Na última segunda-feira (19), uma aeronave dos EUA pousou no Aeroporto Internacional de Taoyuan para entregar malotes diplomáticos a Sandra Oudkirk, a nova diretora do Instituto Americano em Taiwan (AIT), a embaixada de fato dos EUA na ilha. 

Quatro dias antes, uma aeronave militar Wolfhound C-146A partiu de uma base da Força Aérea dos EUA em Okinawa, no Japão, e chegou a Taipei na mesma manhã.

No início do mês passado, uma delegação de senadores dos EUA visitou Taiwan para anunciar a doação à ilha autônoma de 750 mil doses de vacinas contra o novo coronavírus.

Todas estas movimentações militares dos EUA no país vêm sendo alvo de duras críticas do regime comunista chinês.