“Embaixada” da era dos Maias é encontrada na selva da Guatemala

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Um grupo de arqueólogos da Guatemala acredita ter descoberto uma “embaixada” oculta na lendária cidade maia de Tikal.

O complexo inclui uma pirâmide, cemitério e vários itens indicativos de Teotihuacan, uma cidade-estado rival localizada no México, a centenas de quilômetros de distância.

Os especialistas fizeram a descoberta graças a varreduras aéreas a laser, que podem atravessar séculos de sujeira e crescimento da vegetação.

A descoberta sugere que Teotihuacan, que conquistou Tikal no final do século 4, já teve boas relações com seu rival, chegando até a construir uma base diplomática lá.

Imagens de Tikal mostram os vestígios de edifícios escondidos sob a selva.

Itens típicos de Teotihuacan também foram encontrados no local, incluindo dardos feitos de obsidiana verde e esculturas do deus da chuva.

Arqueólogos também encontraram restos de uma cerimônia fúnebre realizada à maneira de Teotihuacán.

Apresentação de imagens da ‘embaixada’ de Teotihuacan descobertas em Tikal.

Em conversa com a revista National Geographic, o pesquisador Edwin Román-Ramírez, diretor do Projeto Arqueológico de Tikal do Sul, declarou:

“Sabíamos que os Teotihuacanos tinham pelo menos alguma presença e influência em Tikal e nas áreas maias próximas antes do ano 378.”

E acrescentou:

“Mas não estava claro se os maias estavam apenas emulando aspectos do reino mais poderoso da região. Agora há evidências de que o relacionamento era muito mais do que isso.”