Cuba acusa EUA de lançarem ‘manobras intervencionistas’

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O regime comunista de Cuba denunciou, nesta terça-feira (20), que os Estados Unidos recorrem a “manobras intervencionistas” para endurecer o embargo contra a ilha.

A afirmação foi feita na página oficial do Ministério de Relações Exteriores pouco depois de Washington anunciar que avalia permitir o fluxo de remessas e a ampliação do pessoal de sua embaixada em Havana.

O chanceler de Cuba, Bruno Rodríguez, denunciou que os EUA recorrem a manobras intervencionistas para aprofundar o bloqueio“, diz a nota cubana.

A chancelaria disse também que Washington ativou uma campanha de “pressões” contra “países terceiros em busca de pronunciamentos contra Cuba“.

Nove dias depois da eclosão dos protestos pró-democracia inéditos em mais de 40 cidades cubanas, o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, anunciou que os americanos estudam “várias maneiras” de “ajudar os cubanos“.

Entre as medidas anunciadas por Price está a criação de um grupo de trabalho de remessas que analisa a forma de entregá-las diretamente “às mãos do povo cubano“.