Chile inaugura 1ª central termossolar da América Latina

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A primeira central de energia termossolar da América Latina foi inaugurada, na última terça-feira (8), pelo governo do Chile.

Batizado de “Cerro Dominador”, o projeto está localizado em pleno deserto do Atacama, o mais árido e com maior radiação solar do planeta Terra

O objetivo do projeto é conseguir a neutralidade de emissões de carbono prometida para 2050.

Um receptor posicionado no deserto contendo sais fundidos, que se aquecem a mais de 560 graus Celsius para gerar vapor de água, aciona uma turbina com potência de 110 megawatts de eletricidade limpa.

Essa infraestrutura se combina a uma central fotovoltaica adjacente e juntas elas geram 210 megawatts de energia renovável.

Sebastian Pinera, presidente do Chile, inaugura central de energia termossolar | Foto: Ivan Alvarado/Reuters

Durante a inauguração do projeto, o presidente chileno Sebastían Piñera declarou:

“Isso vai permitir economizar mais de 600 mil toneladas de emissões de dióxido de carbono por ano. É o equivalente às emissões anuais de 300 mil automóveis.”

E acrescentou:

“Em 2021, vamos inaugurar mais projetos de energia limpa no Chile do que em toda a história anterior de nosso país, porque esse é um desafio urgente.”

Uma das principais características deste projeto solar térmico é que os sais fundidos são capazes de armazenar energia por quase 18 horas, o que permite que um sistema continue operando mesmo sem luz solar direta.