Bolsonaro compara Fernández ao ditador da Venezuela

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou, nesta quinta-feira (10), a responder ao comentário preconceituoso de Alberto Fernández, presidente da Argentina

Bolsonaro comparou o mandatário argentino ao ditador Nicolás Maduro, da Venezuela.

O chefe do Executivo disse que “não tem vacina” para ambos, dando a entender que Fernández e Maduro são figuras irremediáveis.

Bolsonaro declarou:

“Lembro que, logo que o [Hugo] Chávez morreu, assumiu o Maduro [na Venezuela], e ele falava que conversava com os passarinhos que estavam encarnados na figura do Chávez.”

E completou:

“Acho que o Maduro e o Fernández, para eles não têm vacina.”

A declaração foi feita, nesta quinta-feira (10), durante conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Nesta quarta-feira (9), como noticiou a Renova, o presidente da Argentina disse, durante encontro com o premiê da Espanha, em Buenos Aires, que “os mexicanos vieram dos indígenas, os brasileiros, da selva, e nós, chegamos em barcos […] que vinham da Europa“.